All for Joomla All for Webmasters

Informativos

Dicas

Obesidade na Infância

No combate à obesidade quem entra na luta são os pais!!!

        O número de crianças acima do peso e obesas aumentou em mais de 31 milhões a partir de 1990, principalmente entre os menores de cinco anos. Foi-se o tempo em que criança gordinha era sinônimo de saúde. Hoje, os quilos a mais preocupam por serem a porta de entrada para uma série de doenças.

     Pais, mães e responsáveis exercem influência direta sobre a alimentação das crianças e podem ajudar ou atrapalhar no ganho de peso dos filhos. Mesmo com restrições sobre a publicidade e na venda de alimentos processados nas escolas, sem a ação dos pais ou responsáveis as possibilidades de a criança mudar a alimentação são quase nulas.

       Não é possível esperar que a criança coma verduras e frutas se os pais não consomem. São os pais que decidem os alimentos que serão comprados, preparados e disponibilizados em casa, ou que serão enviados para a escola.

     Por isso uma alimentação saudável é fundamental. Mas não basta nos preocuparmos apenas com os nossos pequenos, a reeducação alimentar deve ser para toda a família.

Os hábitos alimentares em casa formam os hábitos alimentares da criança fora dela.

     Dicas para evitar a obesidade infantil:

  • Gestantes, mantenham um peso adequado, o excesso de peso durante a gestação, aumenta as chances de obesidade na criança;
  • Cuidado com o uso abusivo de mamadeiras e fórmulas lácteas adoçadas – procure um profissional para orientá- los;
  • Uma família com excesso de peso não necessariamente terá um filho obeso. É o meio ambiente em que vivemos que interfere nas nossas escolhas;
  • Oriente a criança a realizar suas refeições em ambiente calmo, sentado à mesa, longe da tv, dos brinquedos e de preferência na companhia dos pais. Dessa forma a refeição vira um ato de confraternização familiar, atenção e carinho.
  • Mastigue bem os alimentos e evite ingerir líquidos junto as refeições;
  • A cada semana introduza um alimento e uma preparação diferente na alimentação da criança como, por exemplo: suco verde, suco de couve com laranja, cenoura cozida, crua, bolo de cenoura ou suco de cenoura.
  • Se a criança rejeitar o alimento, ofereça-o mais tarde, evite dar recompensas para a criança alimentar ou substituir as principais refeições por leites e iogurtes;
  • Evite enviar como lanche na escola alimentos muito industrializados – prefira queijos brancos, pães de legumes e integrais, bolos de frutas, sucos naturaisde frutas frescas e biscoitos integrais;
  • Na alimentação familiar dê preferência a produtos frescos, frutas, verduras e legumes; evite produtos prontos e industrializados;
  • Coloque seu filho para praticar esportes ao ar livre e diminua o tempo no computador e na TV.

“Quando descobrimos as causas sociais da obesidade, passa ser de nossa responsabilidade tentarmos mudar o que está errado”.

Samira Lenk/Nutrição
Load More
Something is wrong. Response takes too long or there is JS error. Press Ctrl+Shift+J or Cmd+Shift+J on a Mac.